quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

SOLIDÃO APRECIADA

video

Com a vastidão dos horizontes fazemos moinhos de palavras que o vento da paixão faz girar em emoções contínuas. Da luz desta terra, fazemos espadas para combater o esquecimento, a ruína das memórias, o apagamento da nossa identidade.

Nas calçadas das ruas, escrevemos desejos que hão-de vingar tempo fora, enquanto perdurar o eco dos passantes .