segunda-feira, 3 de maio de 2010

GESTUALIDADE

As mãos que há muito esqueceram as viagens pelos campos aveludados do viço , persistem em rotinas, gestualidades aprendidas, caminhos repetidos de idas e voltas sem fim.