terça-feira, 31 de agosto de 2010

AO AMANHECER


Texto publicado no Diario do Alentejo no inicio dos anos 70.