segunda-feira, 15 de novembro de 2010

PATRIMÓNIO


Privada dos olhares e das devoções, da admiração e das preces, a Igreja da Misericórdia de Castro, aguarda, estoicamente , um restauro que tarda e a abertura das suas portas à entrada dos crentes e dos outros