quinta-feira, 14 de julho de 2011

MARIA MAIA


O nosso coração hoje bate triste porque vemos partir desta vida a Drª Maria Maia. Para além de ser uma amiga, foi a obreira, juntamente com o marido, de todo o trabalho arqueológico desenvolvido no concelho de Castro nos ultimos quarenta anos.
Sempre que perdemos alguém, ficamos sempre mais pobres, mas, no caso em concreto, Castro perdeu uma personalidade que era detentora de um conhecimento impar do nosso passado mais remoto.