sexta-feira, 26 de abril de 2013

CASTRO À NOITE

Gosto de palmilhar a vila no sossego da noite. Vou comparando o antes guardado em memória com o agora à vista. Assinalo as diferenças e revisito os rostos e os afetos das pessoas que foram amigas.